Sinusite

 

Sinusite

A sinusite é uma inflamação que afeta a mucosa da região craniana formada por cavidades ósseas localizadas próximas a região frontal do rosto como nariz, olhos e maçãs do rosto, conhecida como seios da face.

Essa inflamação prejudica o processo de drenagem da secreção produzida pelo organismo nos seios da face.

Tipos de sinusite

Os diagnósticos de sinusite podem ser divididos em dois tipos:

  • Sinusite aguda: onde os sintomas se manifestam por menos de 3 meses;
  • Sinusite crônica: quando a inflamação ultrapassa os 3 meses de duração.

A sinusite também pode receber outra classificação, dependendo do lado dos seios da face afetado pela infecção.

Quando apenas um dos lados é afetado dá-se o nome de sinusite unilateral, e consequentemente ao ter os dois lados inflamados é chamada de sinusite bilateral.

Quais são suas causas?

As causas da sinusite podem ser bastante variadas abrangendo bactérias, fungos e vírus, e também fatores alérgicos, como poeira, cheiros fortes, e choque térmico.

Também é possível que a exposição a certos agentes químicos ou alterações na anatomia nasal ou na parte frontal da face possam ser determinantes para o surgimento da doença.

Fatores de risco para sinusite crônica

Alguns fatores podem ser determinantes no desenvolvimento da forma crônica da sinusite, que tem sua duração maior do que 3 meses.

Esses fatores podem ser:

  • Reações alérgicas;
  • Pólipos nasais;
  • Refluxo gastroesofágico, AIDS, e outras doenças que afetam o sistema imunológico;
  • Alterações de altitude;
  • Gripes e resfriados;
  • Traumas na região da face;
  • Desvio de septo nasal;
  • Rinite;
  • Asma;
  • Problemas odontológicos.

Sintomas

Os sintomas da sinusite vão depender de qual tipo da doença está se desenvolvendo no organismo do paciente.

Em geral os sintomas da sinusite costumam ser:

  • Mau hálito;
  • Inflamação na garganta;
  • Tosse;
  • Maxilar superior e dentes doloridos;
  • Náuseas;
  • Cansaço;
  • Olfato prejudicado;
  • Pressão em toda a face;

Nos casos onde é diagnosticada a sinusite crônica a tosse é um dos sintomas mais presentes, e a febre é praticamente inexistente nesses casos.

Em casos de sinusite aguda, que são considerados como temporários, os sintomas podem ser muito semelhantes aos de um resfriado.

Doenças normalmente confundidas com sinusite

Os sintomas característicos da sinusite também podem ser identificados em outras doenças, o que muitas vezes pode acabar criando problemas, principalmente relacionados ao tipo de tratamento realizado.

Talvez o caso mais comum seja a confusão que existe entre sinusite e rinite, que apesar de possuírem sintomas muito parecidos são doenças completamente distintas, onde a rinite pode evoluir para uma sinusite em certos casos.

Enquanto a rinite ataca prioritariamente o nariz, a sinusite afeta uma área muito maior, os chamados seios da face, que englobam as maçãs do rosto, a região atrás dos olhos e a testa.

Diagnóstico e exames

O diagnóstico da sinusite pode ser confirmado com certa facilidade, sendo suficiente apenas um exame clínico e o exame otorrinolaringológico geral.

É preciso atenção na hora de procurar um médico pois é possível que você entenda que tem episódios de sinusite curtos, mas em sequência, o que pode acabar influenciando na hora do diagnóstico.

Nesses casos, onde as crises se repetem em vários períodos curtos dentro de 3 meses, e consequentemente são encaradas como sinusite aguda, é melhor pedir encaminhamento para um otorrinolaringologista para que ele possa avaliar mais detalhadamente seu caso.

Para ter um diagnóstico mais preciso é possível que o médico solicite alguns exames, como por exemplo:

  • Exames de imagem;
  • Culturas nasais;
  • Testes para alergias;
  • Exames de sangue;
  • Endoscopia nasal.

Além desses, o médico poderá solicitar outros tipos de exames conforme achar necessário, para que o diagnóstico seja correto.

Também é importante que o paciente, assim que identificar os sintomas característicos da sinusite, esteja preparado para conversar com o médico e lhe passar o maior número de informações possível.

Procure levar com você uma lista com todos os sintomas que já foram identificados, o seu tempo de duração e qualquer outro dado que ajude a tornar o diagnóstico mais rápido e preciso.

O médico fará também algumas perguntas, como por exemplo, quando os sintomas começaram, se algo faz com que os sintomas melhorem ou piorem, a frequência com que esses sintomas se manifestam, se você está fazendo uso de algum medicamento e qualquer outro questionamento que possa ajudá-lo a confirmar o diagnóstico.

Qual é o tratamento mais indicado?

Muitos tratamentos são indicados para ajudar a aliviar os sintomas da sinusite logo após a confirmação do diagnóstico.

Os principais tratamentos para sinusite são:

  • Antibióticos, mais utilizados em casos de infecção bacteriana;
  • Corticosteroides, bastante utilizados para sintomas mais intensos da sinusite, porém quando usados por longos períodos podem causar efeitos colaterais indesejados;
  • Solução salina, ideal para ajudar a dissolver as secreções nasais acumuladas nos seios da face;
  • Descongestionantes, recomendados para serem utilizados em períodos curtos, de 3 ou 4 dias no máximo.

É preciso cirurgia para tratar a sinusite?

Quando o quadro da sinusite se mantém inalterado mesmo após o tratamento com medicamentos é possível que seja realizada um procedimento cirúrgico, conhecido como cirurgia endoscópica.

Nesse procedimento é utilizado um endoscópio para analisar as cavidades nasais do paciente, para que a passagem seja desobstruída.

Sinusite pode ter complicações?

Mesmo sendo considerada uma doença onde os tratamentos possuem uma grande taxa de sucesso, podem haver casos raros onde a sinusite acabe evoluindo para outras doenças.

Entre essas doenças estão:

  • Meningite;
  • Abcesso;
  • Infecção na região das pálpebras.

Alguns sinais de infecções mais graves podem ser observados, e devem ser tratados com urgência, como:

  • Confusão mental;
  • Febre alta;
  • Problemas de visão;
  • Dor de cabeça forte;
  • Inchaço ao redor dos olhos;
  • Inchaço na região da testa.

Ao identificar algum desses sintomas você deve procurar o seu médico o mais rápido possível.

Sinusite tem cura?

Embora mereça atenção especial, como qualquer outra doença, a sinusite é totalmente curável com medidas simples de prevenção e tratamento adequado.

É possível prevenir a sinusite?

Alguns hábitos simples podem ajudar a evitar o surgimento da sinusite, como por exemplo:

  • Beber muita água;
  • Evitar o cigarro;
  • Inalar vapor;
  • Higiene dos ambientes;
  • Diminuir o uso do ar condicionado;
  • Evitar temperaturas muito baixas;
  • Fazer lavagem nasal com frequência.

Adotando esses hábitos simples é possível diminuir consideravelmente as chances de haver alguma inflamação nos seios da face.