Septoplastia

 

Septoplastia

A septoplastia é o procedimento cirúrgico realizado para corrigir o desvio do septo nasal, que funciona como auxiliar do processo respiratório e suporte para as estruturas que formam o nariz.

Quando a septoplastia é indicada?

A septoplastia é recomendada sempre que um paciente é diagnosticado com desvio do septo nasal e essa condição traz problemas para sua qualidade de vida.

Pessoas nessas condições devem procurar um otorrino caso estejam com dificuldades no processo respiratório, ou identifiquem os sintomas abaixo:

  • Sangramento nasal;
  • Dores de cabeça ou no rosto;
  • Fadiga excessiva;
  • Apneia do sono;
  • Entupimento do nariz.

É importante atentar-se para esses sintomas, que podem acabar sendo confundidos com outras doenças, afastando o paciente do diagnóstico correto de desvio do septo nasal.

O que causa o desvio do septo nasal?

O desvio do septo nasal pode estar presente logo no nascimento do indivíduo, ou ser adquirido em decorrência de traumas, tumores ou cirurgias.

Esses fatores podem interferir na forma com que a cartilagem do septo se desenvolve com desvios mais ou menos acentuados.

Quem é o médico que realiza a septoplastia?

A septoplastia, ou cirurgia de correção de desvio do septo nasal, deve ser realizada pelo médico otorrinolaringologista, especialista que possui o conhecimento e habilidades necessárias para realização da cirurgia.

Como é feita?

Essa é uma cirurgia considerada simples e de curta duração, com cerca de 2 horas, e em muitos casos é possível que o paciente receba alta ainda no mesmo dia. Na maioria dos casos a septoplastia só é realizada após o final da adolescência, que é quando os ossos da face param de crescer.

O procedimento, realizado com anestesia local ou geral, tem como objetivo remover o excesso de cartilagem ou da estrutura óssea presentes no septo nasal.

É realizado um pequeno corte no nariz do paciente para que a pele que o reveste seja descolada, possibilitando que as correções necessárias sejam feitas.

No decorrer da septoplastia o médico pode utilizar um aparelho que conta com uma câmera para analisar toda a estrutura do nariz do paciente.

Essa análise torna possível que todo o procedimento seja o menos invasivo possível.

Riscos e contraindicações

Mesmo sendo uma cirurgia considerada extremamente segura, a septoplastia pode trazer alguns riscos e complicações.

Os riscos estão presentes, como em qualquer tipo de cirurgia, e podem incluir:

  • hemorragias nasais;
  • perfurações septais;
  • manutenção do desvio de septo em algum grau mesmo que pequeno.

Já os ricos de infecções são extremamente baixos, uma vez que o tratamento com antibióticos é realizado paralelamente ao procedimento cirúrgico.

Como é o pós-operatório?

O tempo de recuperação da septoplastia é de cerca de uma semana, período em que alguns cuidados são importantes para que os resultados do procedimento sejam satisfatórios.

Evitar exposição ao sol diminui as chances do surgimento de manchas na pele na região do nariz.

O uso de óculos nos primeiros dias após a cirurgia também não é recomendado para evitar dores e incômodos na região recém operada. Da mesma forma, os curativos devem ser feitos de acordo com as orientações fornecidas pela equipe do hospital onde foi realizada a cirurgia.

O tratamento com antibióticos recomendado pelo médico deve ser seguido corretamente para evitar infecções durante o processo de cicatrização.

A avaliação dos resultados da cirurgia e do processo de cicatrização deve ser realizada também após sete dias da realização da septoplastia.

Benefícios da septoplastia

No geral os resultados da septoplastia são bastante satisfatórios, com uma taxa de sucesso extremamente alta.

A realização da cirurgia é fundamental para que os pacientes que sofrem com dificuldades respiratórias decorrentes do desvio do septo nasal possam melhorar sua qualidade de vida e consequentemente sua saúde.