Otite

 

Otite

Otite é o nome dado a infecção que atinge o ouvido médio, um espaço localizado atrás do tímpano cheio de ar.

Esse tipo de infecção costuma ser bastante dolorida devido a inflamação do local e do acúmulo de secreção no ouvido médio.

Tipos de otite

Podem existir diferentes tipos de otite, dependendo da parte do ouvido afetada:

  • Otite Interna: nessa região estão localizados a cóclea e o labirinto, responsáveis por manter o equilíbrio. Mesmo sendo raros, os casos de infecção nessa parte do ouvido costumam ser mais graves, incluindo até mesmo internação hospitalar.
  • Otite média: desenvolve-se no ouvido médio, cavidade localizada atrás do tímpano que faz ligação direta com o nariz através da tuba auditiva. Acumulo de secreção decorrentes de resfriados e sinusite podem acabar subindo para o ouvido médio causando a infecção.
  • Otite externa: esse tipo de infecção é muito comum quando ocorrem traumas, como os causados pelo uso incorreto de cotonetes, por exemplo. A infecção, nesses casos, vai do canal do ouvido até o tímpano.

Sintomas

Os sintomas mais comuns de otite são:

  • Perda de apetite;
  • Dificuldades para dormir;
  • Dor de ouvido;
  • Vômitos;
  • Febre.

Além desses sintomas, a presença de líquido espesso e de cor amarelada saindo do ouvido pode significar que o tímpano se rompeu.

É comum que os sintomas da otite comecem a se manifestar após o início de uma infecção respiratória.

O acúmulo de líquido no ouvido médio também pode incluir sintomas como:

  • Problemas auditivos;
  • Zumbidos;
  • Problemas de equilíbrio;
  • Vertigem.

Também é possível que a pessoa não manifeste nenhum tipo de sintoma decorrente da infecção no ouvido médio, que só será identificada com a realização de exames.

Causas

Bactérias e vírus são os principais agentes causadores de otite.

As infecções causadas por bactérias representam a grande maioria dos casos diagnosticados de otite, e além dessas, outros fatores podem propiciar o surgimento da doença:

  • Idade inferior aos 3 anos;
  • Enfraquecimento do sistema imunológico;
  • Síndrome de Down ou outras doenças congênitas;
  • Baixa qualidade do ar;
  • Histórico familiar;
  • Doenças respiratórias.

Diagnóstico e exames

As otites podem ter um diagnóstico bastante simples e rápido, que pode incluir exame físico e auditivo além de consulta ao histórico clínico do paciente.

Caso o médico julgue necessário que mais exames sejam realizados para poder confirmar o diagnóstico outros exames podem ser solicitados, como:

  • Testes de audição;
  • Timpanocentese;
  • Timpanometria;
  • Exames de sangue.

Tratamento

O tratamento inicial das otites tem como objetivo principal aliviar a dor causada pelos sintomas da infecção.

Quando a condição geral do paciente melhora nos dois primeiros dias normalmente o tratamento caseiro pode ser suficiente para acabar com o problema.

Se nesse período o tratamento caseiro não tiver resultados positivos é necessário buscar ajuda médica.

Antibióticos

O tratamento médico pode incluir o uso de antibióticos nos casos onde a causa da infecção for comprovadamente bacteriana.

Esse tipo de tratamento leva em consideração fatores como a gravidade da infecção assim como a idade do paciente, principalmente se for uma criança.

Miringotomia

Quando as otites se repetem de forma recorrente pode ser solicitada a drenagem do líquido acumulado no ouvido médio.

Esse procedimento é chamado Miringotomia e consiste na remoção do líquido do ouvido através de uma pequena incisão na membrana do tímpano.

Adenoidectomia

Essa opção só é considerada quando tanto o tratamento com antibióticos quanto a miringotomia não produziram os resultados esperados.

A remoção das adenoides ajudam a melhorar a passagem de ar e a drenagem de secreção presente nas vias aéreas, reduzindo a possibilidade de que líquido se acumule no ouvido médio e consequentemente se desenvolvam os quadros de otite.

Complicações

As otites em si não possuem grandes complicações, porém quadros recorrentes ou permanentes de infecção, assim como o acumulo de liquido podem criar problemas como:

 

  • Perfuração do tímpano;
  • Problemas auditivos;
  • Desenvolvimento infantil atrasado